• falacomigomasculin

Meu corpo: vulnerabilidades e demandas de cuidado

Fazer do nosso corpo um território conhecido implica disponibilidade e abertura para se deparar com suas fragilidades, riscos e demandas de cuidado. Ao longo da vida vamos descobrindo que cada fase do ciclo vital nos impõe limites e possibilidades e somos desafiados a lidar com as particularidades do corpo masculino. Historicamente o cuidado com a saúde dos homens é negligenciada em todas as suas dimensões, sobretudo a saúde sexual. São muitos tabus e preconceitos, componentes de uma cultura patriarcal e machista, que funcionam como mecanismos de silenciamento, favorecendo o adoecimento e o sofrimento, inclusive o psíquico. De que adoecem os homens que compartilham meus espaços de convivência? A quem, nós homens, buscamos quando adoecemos? Os homens buscam os serviços de saúde? Em circunstâncias? E quando o adoecimento alcança o exercício da sexualidade? Quais são os sentimentos experimentados diante dos diagnósticos?




8 visualizações0 comentário